.

Era o dia quatro de Janeiro de 2008, quando depois de despedir de todos os amigos e irmãos da igreja, me assentei num banco, no pátio da nossa casa, esperando o carro vir me buscar para me levar ao porto, de onde eu pegaria uma embarcação para a capital e de lá seguir rumo ao Brasil, para realizar um sonho. Naquele momento eu não conseguia falar nada relacionado ao momento. Eu estava deixando minha casa, meu pai, minha mãe, meus irmãos e amigos mais chegados. Mas eu podia ver na face de cada um a dor da separação. Era a primeira vez que alguém da família saía para longe, sem saber ao certo quando voltaria.

Conversávamos sobre alguma coisa que hoje não lembro. Para ser sincero, eu não queria me distanciar deles, mas precisava. De repente chegou o carro e me levantei para despedir. Entre lágrimas e abraços me despedi das pessoas que mais amo nesta vida. Minha mãe chorava muito e me disse algumas palavras. Meu pai que quase nunca vi chorando, me abraçou e chorou; me disse: "vá com Deus. Boa viagem, mas uma coisa te peço: não abandone os caminhos de Deus". 

Lembro com saudades de casa, meu coração almeja muito estar com eles. Final de ano chegando e por todo o mundo pessoas voltam pra casa para passar esses momentos perto da família, dos amigos, das pessoas que mais amam. Esse é o terceiro ano consecutivo que não pude ir pra casa e poder estar com meus queridos. Meu coração se aperta ao me ver impossibilitado de fazer alguma coisa.


Bem que gostaria de estar do outro lado do oceano com aqueles que amo. Mas minha oração é que Deus os conserve com vida e guardá-los até eu voltar. Aguardo esse dia com grande expectativa, o dia em que poderei abraçar novamente meu pai, minha mãe, meus irmãos e pessoas queridas. 

Mas a vida é assim. Às vezes precisamos deixar algo para trás em busca de realizar sonhos. Estar no Brasil é realizar um sonho: me formar e voltar pra casa. Apesar das muitas dificuldades, creio que um dia sairei daqui com meu diploma e feliz, retornando à casa. Quando eu não sei, mas um dia eu vou. 

Não é bom viver longe do lar, sozinho, numa terra distante, desconhecida, onde tudo é diferente, mas o ânimo e a força para suportar a dor da separação Deus é quem dá. Dói o peito, a saudade é grande, mas vivo esperançoso de poder bem logo estar em casa.

Postar um comentário

Universo Jovem Adventista

{picture#http://3.bp.blogspot.com/-X6ITLkOO-dU/Von21F5i21I/AAAAAAAABwY/dLoMMcLpSMc/s1600/Isaiascv.jpg} Me chamo Isaías Cardoso, sou o moderador do Blog 'Universo Jovem Adventista', criado em 2009 para dar suporte com materiais para o MJ. Sou líder desbravador e líder master de jovens. Obrigado pela visita! :) {facebook#http://web.facebook.com/isaiascv} {twitter#http://twitter.com/isaiascv} {google#https://plus.google.com/u/0/+IsaíasCardoso} {pinterest#https://br.pinterest.com/isaiascv/} {youtube#https://www.youtube.com/user/isaiascvnet} {instagram#https://www.instagram.com/iscarcv/?hl=pt-br}
Tecnologia do Blogger.