.

Autor: Valdo de Oliveira – Pastor

Provérbios 30:18 e 19; Mateus 5:16 Porque muitos jovens tiveram um namoro tão romântico, se amaram tanto e realizaram um casamento repleto de alegrias e sonhos, com pouco tempo de casados enfrentam problemas tão importantes culminando com as famosas frases: “Ele não era assim” ou “Ela está mostrando um lado que nunca mostrou no namoro”, trazendo para a relação uma falsa sensação de que foram enganados?

A questão é que muitos jovens não estão sabendo lidar adequadamente com o namoro, tratando-o apenas como curtição, lazer, zoação, status, auto-afirmação, esquecendo que o que hoje é curtição pode custar muitas lágrimas no futuro.

Não consultam a vontade de Deus e fazem suas escolhas sem conteúdo espiritual e uma análise racional, deixando-se levar por questões estéticas e emocionais. O jovem cristão precisa entender que o namoro é preparação e não curtição.

O que um cristão deve levar em consideração antes de iniciar ou manter um namoro ou noivado:

* A primeira questão a ser considerada pelo jovem cristão no namoro é a harmonia espiritual (II Coríntios 14: 6 a 18)
– Não abra mão do princípio bíblico de que não pode haver comunhão entre luz e trevas, e não união conjugal entre pessoas que possuem senhores diferentes. Não despreze as instruções de Deus em favor de suas próprias decisões ou para atender a um apelo meramente humano. Só pode haver harmonia espiritual quando ambos obedecem ao mesmo Deus.

* Verifique se o objetivo de vida de um é compatível com o objetivo de vida do outro
– O que cada um pretende ser e o que cada um quer da sua vida. Não inicie ou leve adiante um namoro ou noivado onde não há compatibilidade de objetivos. “Como andarão dois juntos se não estiverem de acordo” (Amós 3:3).

* Outra questão a ser levada em conta é o grau de maturidade
– O desequilíbrio entre o nível de maturidade, quer na vida espiritual ou pessoal, há de gerar grandes frustrações. Se um for muito mais maduro que o outro, incompreensões quanto a idéias e posturas hão de trazer muitas crises e conflitos conjugais.

* Verifique como se relaciona com os familiares
– Um rapaz ou uma moça que não demonstra amor, carinho, respeito e responsabilidade para com seus familiares dificilmente agirá diferente com seu cônjuge. Também considere como se relaciona com as demais pessoas, se demonstra ser alguém maduro e solícito nos relacionamentos interpessoais.

* Não caia na ilusão de que o casamento é um passe de mágica e que tudo vai mudar depois dele
– O namoro que não é apenas curtição, mas preparação, tem que enfrentar seus problemas de frente, não adianta deixar a resolução para o casamento. É uma tremenda furada fingir que não está vendo os problemas detectados no namoro adiando para depois do casamento pensando que tudo mudará. Não entre nessa.

* Ore e dialogue sempre
– Esses são elementos indispensáveis para o sucesso de qualquer relação de um cristão. Diálogo requer sinceridade, honestidade, humildade, saber ouvir, cooperação, solidariedade para que o conhecimento mútuo seja aprofundado e seja possível estabelecer pontos comuns. Oração requer fé, obediência e submissão a Deus.
Namoro não é para tirar onda, mas requer um ideal e deve ser visto sempre como uma preparação para o casamento. 

Fonte: Valdo de Oliveira - É Pastor, Pós Graduado em Terapia Familiar

Postar um comentário

Universo Jovem Adventista

{picture#http://3.bp.blogspot.com/-X6ITLkOO-dU/Von21F5i21I/AAAAAAAABwY/dLoMMcLpSMc/s1600/Isaiascv.jpg} Me chamo Isaías Cardoso, sou o moderador do Blog 'Universo Jovem Adventista', criado em 2009 para dar suporte com materiais para o MJ. Sou líder desbravador e líder master de jovens. Obrigado pela visita! :) {facebook#http://web.facebook.com/isaiascv} {twitter#http://twitter.com/isaiascv} {google#https://plus.google.com/u/0/+IsaíasCardoso} {pinterest#https://br.pinterest.com/isaiascv/} {youtube#https://www.youtube.com/user/isaiascvnet} {instagram#https://www.instagram.com/iscarcv/?hl=pt-br}
Tecnologia do Blogger.