.

Tenho 30 anos de idade, nasci num lar adventista; sobre a organização da igreja, os departamentos, a obra, nossas doutrinas, materiais, ... conheço quase tudo; a igreja é pra mim como a minha própria casa, sei como entrar, por onde sair, o que fazer... comecei como secretário da escola sabatina, já fui diretor do clube de desbravadores, tesoureiro da igreja, diretor JA, sou músico da igreja, enfim, faço de tudo o que sei, um pouco; fiz liderança de jovens e desbravadores, trabalho na internet e faço alguma coisa que ajude nos ministérios da igreja neste sentido, ...

... sempre gostei que ao meu lado tivesse alguém maduro, não precisa ser alguém mais estudado do que eu, simplesmente que seja mais velho mesmo, me dá segurança, mesmo que eu tenha que tomar o volante e dirigir; é uma sensação de que não estou sozinho e que tenho alguém com experiências de vida ao meu lado;

Mas, tenho tido um sentimento ruim todas as vezes que vejo para alguns de nossos líderes; vejo pastores com mestrados, doutorados e algo mais e tenho um pressentimento de que quanto mais alto o nível acadêmico, mais transparece o orgulho (não falo de todos); eles não têm tempo, tudo é com hora marcada, você precisa ter um bom argumento para que lhe deem ouvidos e parece que não são pessoas muito sociáveis com a classe menos culta; alguns nem respondem e-mails, não dão a atenção sobre certos questionamentos, parece até que nós é que mais precisamos deles, como se nós não sabemos de nada e temos que ir a eles para aprender ou buscar alguma resposta; é uma cúpula de gente grandiosa que parecem mais com celebridades do que servos do Senhor;

Eu fui investido em líder máster de jovens por um pastor que nunca tinha visto em minha vida, mas é um bom líder, bem conhecido, renomado, mas fico triste todas as vezes que tento entrar em contato com ele pedindo conselhos, ideias de programações; ele simplesmente não responde ou então algumas respostas são tão formais e curtas que parece que apenas respondeu por educação; isso é só um exemplo real.

É correto isso? Os líderes deveriam ser servos, como Jesus ensinou e ser servo não quer dizer que é besta, mas prestativo; o que você pensa de alguém que não está nem aí pra você quando precisa do apoio dele e nem faz caso de (nem 10 anos depois) justificar o por quê de não ter dado a atenção ou uma resposta.

Temos uma missão em comum, precisamos trabalhar unidos e nenhum de nós, por mais culto que seja, é melhor ou mais importante que o outro; somos todos iguais para Deus e é isso o que mais importa, não vamos fazer nós mesmos a diferença entre quem é quem e a quem valorizamos mais, porque pode acontecer que alguém que um dia você desprezou o abrigue! Vamos nos espelhar mais no nosso líder Jesus, que nunca fez distinção de quem é quem para o atender melhor ou desprezar, aliás, nunca desprezou a ninguém.

Postar um comentário

Universo Jovem Adventista

{picture#http://3.bp.blogspot.com/-X6ITLkOO-dU/Von21F5i21I/AAAAAAAABwY/dLoMMcLpSMc/s1600/Isaiascv.jpg} Me chamo Isaías Cardoso, sou o moderador do Blog 'Universo Jovem Adventista', criado em 2009 para dar suporte com materiais para o MJ. Sou líder desbravador e líder master de jovens. Obrigado pela visita! :) {facebook#http://web.facebook.com/isaiascv} {twitter#http://twitter.com/isaiascv} {google#https://plus.google.com/u/0/+IsaíasCardoso} {pinterest#https://br.pinterest.com/isaiascv/} {youtube#https://www.youtube.com/user/isaiascvnet} {instagram#https://www.instagram.com/iscarcv/?hl=pt-br}
Tecnologia do Blogger.